2 de junho de 2009

amor, escárnio e mal dizer.*



é aquele burburinho de fundo que incomoda. o tal tempero das conversas de café..
é aquele olhar certeiro, indiscreto, inflamado de prazer.
é o riso escarninho de quem se esconde atrás de um pudor fingido. a primeira pedra atirada debaixo de um telhado de vidro.


há pessoas que gostam de viver a vida dos outros. e não sabem viver de outra maneira.


* sempre achei um piadão a este título.



e amanhã... que venha AC/DC!

2 comentários:

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá amiga! É uma realidade. O pior de tudo, é que essas pessoas vivem a vida dos outros e esquecem das suas próprias vidas.

Perdoe-me pelas baboseiras. É que estive passando, avistei teu espaço, invadi, gostei e não resisti.

Beijos,

Furtado.

Lana disse...

excelente post (: qq dia roubo-o daqui com a devida identificação da origem eheh :) *