29 de março de 2011

I can't get no satisfaction.



Mas afinal, que queres tu?
Eu? Sei lá.
Sabes lá? Isso não é resposta para alguém da tua idade.
Que sabes tu da minha idade?
É a idade das portas abertas, do poder fazer tudo o que se quer.
Estou farta de poder fazer tudo o que quero. Ás vezes é bom que nos indiquem o caminho. Que nos peguem na mão e nos guiem. O livre-arbítrio cansa-me. Andar sempre aos tropeções cansa-me. Guia-me, dá-me ordens, aponta numa direcção. Por mim! Desisto, okay? Esta permanente insatisfação está a dar cabo de mim. Não me contento com nada, quero tudo. E tudo ao mesmo tempo. Lido mal com a espera. Preciso sempre de um bocadinho a mais, um copo a mais, um bafo a mais, um beijo a mais. E no fim do dia, esse bocadinho estragou tudo. 'Cause I try and I try and I try and I try. E não saio deste limbo, alternando entre o desespero e a vertigem de uma nova aventura. Entre a recusa e o desejo pelo confortável.
Se ao menos eu soubesse... porque quem não sabe o que quer não luta por coisa nenhuma.

I can't get no, oh no no no.


edit: diz que é chamada a crise de um quarto de idade.

6 comentários:

ac disse...

as coisas irão melhorar , não desistas.
Força «3

EC disse...

Gostei do tom perdido, das coordenadas quase ausentes. Do que não se sabe e não se encontra e é tão maior do que o que se parece saber...

Manuella Epaminondas disse...

DE MUITO bOM GOSTO SEU ESPAÇO
parabéns..

http://manunatureza.blogspot.com/

Amanda Lemos disse...

Gostei bastante do Blog.
Muito interessante !

É bom ver a cada dia que passa mais originalidade nessa "blogosfera". :)

Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir..;
http://bolgdoano.blogspot.com/

Muito Obrigada, desde já !

alminha perdida disse...

gostei... isto não é o facebook mas pareceu-me um bom comentário. Continuação|

maria disse...

eu também sou assim, eu juro que me tento contrariar e ser mais "equilibrada" mas nunca resulta e fodo sempre tudo.